quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Jared diz

 
 Esta tradução foi feita pelo Supernatural is life, se quiser ler a postagem original clique aqui!!

Supernatural: Jared Padalecki, previsão dos produtores executivos sobre o restante da temporada.

Esses rapazes parecem não poder pegar uma pausa. Mas isso é bastante comum nos negócios de Supernatural. Menos comum? A contagem elevada de corpos da temporada.


Agora, Supernatural nunca se esquivou de dar aos jogadores chaves um figurativo (e às vezes literal) corte – e muitas vezes eles voltaram em algum ponto da série. Mas este ano, dois dos favoritos dos fãs conheceram o criador deles (primeiro o anjo parceiro Castiel e mais recentemente o rabugento adorável Bobby Singer). O preço foi tão alto como nunca. E enquanto os rapazes ainda choram suas perdas nessa sessão (descanse em paz Bobby...mais ou menos) (descanse em paz Castiel, eles pensam) a produtora executiva Sera Gamble diz ao EW que essas mortes, embora difíceis, foram fundamentais para contar a história que eles tinham definido em dizer nessa temporada. “A coisa legal desse seriado é que isso [a morte] nunca impede de continuar a explorar o personagem”, ela diz. “Tudo isso significa que temos que ser ousados e que temos que fazer grandes escolhas, e realmente conseguimos  ir a lugares com Sam e Dean”


Então o que a temporada tem? Por um lado, no episódio desta noite Dean se encontra de volta em 1944,  disputando com o notório Eliot Ness. “Sam tem que encontrar um jeito de trazâ-lo de volta – o que é bastante desafiador ambos em 1944 e 2012.  Ele vai de volta a contragosto – ele é arrastado de volta no tempo por um acaso de quem é o bandido”, diz o produtor executivo  Robert Singer, o homônimo do personagem afastado.


Sarah Canning de The Vampire Diaries, a quem Gamble viu pela primeira vez na série da CW, está também escalada para aparecer num episódio que está vindo. “Ela interpreta uma mulher que Dean encontra num bar e eles meio que tem uma perspectiva similar sobre o que acontece quando você conhece alguém em um bar, o qual é, ‘Por que não vamos ter alguma diversão?’ ”, Gamble diz com uma risada. “Há algumas consequências não intencionais, ao menos para o final de Dean. Algumas vezes você apenas diverte e você pode seguir com sua vida, e algumas vezes [ocorrências] sobrenaturais complicadas agarram você”.


Enquanto isso, como o EW disse a você, Misha Collins também está escalado para retornar nessa temporada. Embora tanto Gamble e Singer estão em silêncio sobre exatamente como. Jared Padalecki foi um pouco mais comunicativo sobre o possível retorno de Bobby. “Sim ele está [voltando]. Eu não sei como, mas ele está. Ele não estará voltando como Bobby no clássico, ‘Ei, eu sou o Tio Bobby e eu bebo bastante e eu sou meio que rabugento’, mas ele estará voltando de maneira, formato ou forma”, disse Padalecki. 


Também na loja? Sam será surrado por palhaços num episódio sobre medos infantis. (Embora, diz Padalecki, Dean não tem que encarar os medos dele, ele tem certeza que ele tem um. “Ele deve ter. Talvez o cabelo dele fica bagunçado ou algo assim”, ele brinca). E o enredo dos Leviatãs que foi introduzido no primeiro episódio da temporada irá ficar mais bruta.  “Os últimos períodos do seriado é pesadamente Leviatã”, diz Singer, “E Sam precisará de um monte de ajuda – Sam vai ficar biruta/lelé da cuca (N.T. wackoidal >>expressão que eu nunca ouvi na vida hehe) no episódio 17 e Dean tem que trazê-lo de volta da beira da insanidade. Alguns velhos amigos se mostram para ajudá-lo com isso. Isso é tudo que eu provocarei!”.


Padalecki acrescenta: “Nós veremos o retorno de Mark Pellegrino como Lúcifer, ele estará me atormentando. Eu tenho tido visões ao longo de toda temporada, e agora nós veremos o que são essas visões. Sam tem lutado com elas por si mesmo, mas agora nós as veremos de forma mais tangível. Vamos ver Sam quebrar” 



Esse outro artigo é do site Ksitetv e tem declarações de Jared sobre várias coisas no seriado. Quem quiser ler o artigo em inglês, CLICA AQUI.



Ontem no painel “Bad-Ass Boys of the CW” da CW na coletiva de imprensa do TCA 2012, Jared Padalecki sem dúvida se tornou a estrela do show, mostrando um senso de humor que nós nem sempre conseguimos ver de Sam Winchester.


Após os painéis, uma recepção oferecida pela CW para celebrar a temporada final de One Tree Hill, mas também as seis estrelas no painel acabou falando com a imprensa na festa. Nós pulamos dentro da bagunça de jornalistas por alguns minutos do tempo de Jared Padalecki. Aqui está algo do ele tinha a dizer.


Sobre a morte de Bobby aumentando as apostas para levantar Supernatural: “Mais do que apenas matando alguém para aumentar as apostas, eu acho que o fato era que nós estávamos matando nosso “disque-ajuda”, eles apagaram o disque-ajuda”, Jared diz, “Eu acho que isso era necessário ao seriado, se fosse a 1ª, 2ª ou 20ª temporada, porque de outro modo, se torna ‘Oh, Sam e Dean estão encurralados! Melhor eles rezarem por Castiel!’. E agora nós estamos livres. Isso fica velho depois de um tempo. Você precisa ser os rapazes. Obviamente, não iremos assumir que os meninos também morrerão, mas você vê que os meninos são seres humanos atravessando sua batalhas. Então isso se torna mais emocionante do que, ‘oh! Chame o amigo e então ele te ajudará'.” A ausência dos personagens serão certamente sentida por Sam e Dean. “Tem sido difícil perdê-los. Eu não direi ‘Eu duvido que eles se foram de verdade’, mas tem sido legal para Sam e Dean ter essa muleta para cair de volta.  Por outro lado, eu acho que é por isso que eles tinham que se livrar deles. Porque se Sam e Dean tem Deus do lado deles, e Bobby para ajudá-los em tudo, isso não é mais difícil para Sam e Dean. Nós poderíamos morrer e Castiel poderia nos trazer de volta. Nós nos metemos em problemas, Castiel conserta. O enredo não poderia acontecer assim. Com Deus como seu amigo, não há tensão de verdade. Então eu vejo por que o enredo teve de achar um novo papel para Castiel”.


Jared ainda tem boas coisas a dizer sobre os colegas de elenco falecidos, Misha Collins (Castiel) e Jim Beaver (Bobby), que interpretou o recentemente falecido. “Com um ator e como um amigo, eu adoro Misha em primeiro lugar, e como ator eu amo trabalhar com ele. Eu acho que ele é um cara ótimo, e ele é um ótimo ator. Ele tem feito um monte de coisas bem legais para a série. O episódio final dele para série foi fantástico. Ele é incrível.  Assim como Jim. No seu episódio final, você está como ‘Oh Deus. Ele é realmente bom. Traga-o de volta!’. E então como fã, você sente falta deles. Como um ator no enredo, eu entendo porquê isso tinha que acontecer”, ele explica.


Sobre o colega de elenco Jensen Ackles como diretor: “Ele é ótimo”, Jared diz, “Nós meio que – eu não quero dizer direto um ao outro, mas como atores, nós nos ajudamos. Nós diremos ‘ei cara. Aumente a participação aqui porque eu quero dar mais raiva aqui, ou eu penso que Sam estaria mais chateado sobre isso, então eu vou chegar até você, e eu quero que você lute de volta então podemos conseguir isso’. Então, nós meio que  falamos um com outro como atores e como amigos mesmo, então essa parte foi muito semelhante.


“Ele é um ator e diretor muito generoso e ele está lá para você. Ele se importa com o show, então ele não está dando mau conselho para orientar você errado”, Jared acrescenta. 


Sobre o vilão favorito dele em Supernatural: “Eu quero dizer que minha favorita simpatia provavelmente tem sido....você sabe o que? Honestamente pode ser Ruby. Diferente do [motivo] óbvio, eu acho o que foi incrível é que eu não sabia até o final da temporada, os dois ou três últimos episódios, se ela era boa ou má. Eu não tinha nenhuma pista. Isso foi tão bem orquestrado por Kripke e por outros escritores, e os diretores, e Gen, que eu honestamente não sabia. Foi como ‘Eu te amo, mas eu acho que eu te odeio. Você está me ajudando a fazer o que eu quero fazer, mas eu não sei...’ Era um dilema. Eu amei isso, e isso me manteve indo. Não foi chato para mim. Não que isso tenha sequer sido chato... Eu nunca sabia o que ela faria. Eu estava tentando ler ‘ela é boa? Ela é malvada? Ela é boa ou ruim?’ Portanto eu quero dizer que eu tive bastante diversão com Ruby”, Jared diz.
[Jared é casado com a atriz Genevieve Cortese e eles terão um filho em breve]

Como foi interpreter um “ator ruim” em “The French Mistake”: Você sabe o que? Verdade honesta de Deus, aquela cena me aterrorizou”, ele disse. “Eu estava tão nervoso ao fazer aquela cena. Nervoso, nervoso, nervoso, nervoso. Eu estava assim ‘isso não vai ser divertido. Eu não sei o que fazer’. Então nós meio que só jogamos isso. Sabe o que eu eu amei daquela cena? Enquanto nós estávamos filmando, Misha estava gargalhando tão intenso, que ele teve que se desculpar. Ele era como ‘ei caras. Não leve isso pro lado errado, mas quando eu terminar de dizer minhas falas, eu sairei de cena, porque eu não posso assistir isso e não rir’, e então eu era como ‘tudo bem. Isso é legal’. Eu tive bastante diversão e isso acabou por se tornar bastante engraçado. E fiquei realmente feliz”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixe sua sugestão,critica ou o que quiser dizer à SUPERNATURAL LAND.